Restaurado: Ele me transformou

Como tudo isso começou?

Sou casada há 1 ano e meio, e tudo começou logo após o casamento. Culpa minha mesmo. Eu era muito ciumenta e controladora. Mexia no celular do meu marido, vasculhava e-mails, e sempre tinha motivo pra brigas. Nunca peguei nada demais, mas quando se quer brigar, nao precisa de muita coisa. Ele ficou desempregado, e aí além de toda a minha perseguição, ainda tinha o fato de que a parte financeira começou a complicar. Eu tinha parado de trabalhar para ficar com meu filho (que tinha 3 anos).

Depois de muitos meses de brigas, onde ele foi embora pra casa da mãe e só vinha finais de semana, começaram as agressões físicas. As agressões verbais já eram comuns. E só me deixavam mais insegura, mais ciumenta. Até o ponto de ele nao aguentar e me agredir fisicamente. Pastores, conselheiros de casais da igreja, todo mundo mandava eu denunciar e pedir o divórcio.

Mas algo dentro de mim falava que eu não devia fazer isso. Eu buscava a Deus, orava, passava um tempo em paz, mas depois recomeçava tudo de novo. Meu marido que se dizia ateu, chegou a aceitar o Senhor, mas eu querendo dar uma de Espírito Santo, Estraguei tudo. E recomeçou tudo outra vez. Até pior que antes.

Como Deus transformou você & Ele transformou a sua situação conforme você O buscou de todo o coração?

Depois de chorar por alguns dias, e pedindo e implorando a Deus que me mostrasse o que fazer, pois eu já estava querendo o divórcio, eu uma busca na internet por qualquer coisa que me desse alguma esperança, conheci o RMI.

Respondi o questionário, comecei a ler o livro Como Deus Pode e Vai Restaurar o Seu Casamento”. Nossa aquilo me ajudou muito e me deu esperança, mas eu estava focada só na minha restauração, então quando tudo ficou bem, eu deixei o livro e as lições de lado. E logo, logo voltei a ser a mulher briguenta, contenciosa, insubmissa, e fariséia que eu sempre fui. E as brigas recomeçaram. Fiz tudo errado, inclusive procurando ajuda psicológica, quando eu já tinha lido que isso não era uma boa ideia. Eu quase acabei com tudo.

Quais os princípios, da Palavra de Deus (ou princípios dos nossos recursos), que o Senhor te ensinou durante essa provação?

Depois de uma briga horrível, onde passamos 11 dias separados eu voltei a ler o livro. E respondi o questionário de avaliação de casamento de novo. E comecei as lições. Ele me procurou, fizemos as pazes, mas eu não confiei só em Deus. Ainda fui em 2 sessões com psicólogos junto com ele, e na segunda, eu falei muita coisa ruim, e dessa vez quase destruí tudo. Ele ficou com ódio de mim. Disse que nunca mais queria me ver, e queria o divórcio. Disse que eu nunca mudaria e que ele não queria essa vida pra ele. Eu fiquei arrasada, mas dessa vez insisti em fazer as lições e ler o livro. Dois dias depois, eu li um testemunho que parecia muito com minha história, e Deus tirou as vendas dos meus olhos. Eu chorei muito, e de repente eu entendi tudo. Vi o quanto era culpada, e que não merecia o perdão do meu marido e nem de Deus. Me senti suja, monstruosa, vi o quanto eu era hipócrita e fariséia.

Quais foram as horas mais difíceis que o Senhor te ajudou a atravessar?

Pedi perdão a Deus. E no mesmo dia, pedi perdão ao meu marido de joelhos. E disse que sabia que ele não ia me perdoar, pois eu nao merecia. Que eu daria o divórcio,  e que a culpada de tudo era eu. Ele falou que me perdoava. Que me amava. Isso aconteceu num domingo.

Como ele passa a semana trabalhando com o pai dele, ele fica a semana na casa da mãe. Ele foi embora no domingo, e essa foi a semana mais difícil. Eu comecei a obedecer, a seguir os princípios de calar, e de consertar algumas coisas erradas aqui em casa. Mas ele durante a semana endureceu o coração, e eu então falei para Deus que aceitava o que viesse Dele, até o divórcio. Se essa era a vontade Dele, eu aceitaria. No outro fim de semana ele veio aqui, para me dar um dinheiro, mas falou que nao queria ficar. Que estava com nojo, e nao queria olhar pra mim. Falou que tinha me perdoado, mas que não me queria mais. Eu obedeci aquele princípio de concordar em tudo com ele. Ele falou muitas coisas sobre mim, e eu concordei. Era verdade, e eu realmente tinha reconhecido isso.

Qual foi o “ponto de virada” de sua restauração?

O ponto de virada foi nesse dia, depois que ele falou todas essas coisas e eu concordei e nao fiquei me defendendo, como antes, ele acabou dormindo aqui. E passou o domingo. Eu continuei seguindo todo o passo a passo do livro e fazendo as minhas lições. Comecei a ler Salmos e Provérbios e voltei a dizimar.

Compartilhe conosco COMO isso aconteceu. Seu marido simplesmente apareceu? Você suspeitou que isso estava perto disso acontecer?

E assim em menos de 15 dias tudo mudou. Agora 2 meses depois posso dizer que tenho um casamento dos sonhos. Meus filhos estão obedecendo em tudo. Inclusive minha filha de 15 anos que era muito rebelde, mudou. Minha filha mais velha se reconciliou com o Senhor  junto com o marido dela e estão dizimando e indo pra igreja. Minha casa tem paz. Sou submissa ao meu marido em tudo, e ele a cada dia tem sido mais amoroso, carinhoso, gentil. Ele voltou a usar aliança. (Ele tinha jogado fora, mas compramos outras). Já me pediu perdão por tudo, e já choramos muitas vezes juntos, mas de felicidade, nunca imaginamos que seríamos assim. Hoje passamos horas juntos, conversando, rindo. Eu nao preciso cobrar nada, ele faz as coisas sem eu falar, levo tudo primeiro ao meu MC, como o princípio “Ganhar sem palavras” no ensina a fazer. Ainda estou orando pra ele ser meu líder espiritual. E estou fazendo o Curso 2 (Renovando a sua Mente). Descobri uma maneira de dizimar aqui, e agora toda minha alimentação espiritual vem do RMI.

Você recomendaria algum dos nossos materiais em particular que te ajudou ?

Eu recomendo tudo. Leiam o livro Como Deus Pode e Vai Restaurar o Seu Casamento”. Façam os Cursos. Os Devocionais. Comecem a leitura da bíblia (salmos e provérbios) e sigam tudo que fala em cada um desses materiais. É tudo verdade.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” João 8:32

Você estaria interessada em ajudar a encorajar outras mulheres?

Sim.

De qualquer forma, qual o tipo de encorajamento que você gostaria de deixar para as mulheres, em conclusão?

Coloquem Deus em primeiro lugar. Obedeçam os princípios de Sua Palavra, e como o Salmista fala: “Ele endireitará suas veredas, seus caminhos.”

Não desistam de suas famílias. Não deixem de lutar pela sua casa, por seu marido. A recompensa vale cada esforço. Glória a Deus por esse ministério, pela vida de Erin, e de todas que fazem parte… Espero que logo, logo eu também faça parte e ajude a levar esperança a outras mulheres e homens. Já falo do site a todos. E já tem 4 pessoas fazendo os cursos, outras lendo o livro.

Louvado seja o Senhor!!! Glória!!

~ Uma Reconstrutora no Ceará